Plano de aula

Introdução ao “Sr. Silêncio” com timbres sonoros e musicais

por Aline Carneiro | Abr – Mai 2019

Público
A partir de 2 anos e meio.

Objetivos Gerais
Por meio da música, espera-se auxiliar a:
– refletir sobre a alimentação;
– desenvolver a atenção e a concentração;
– conscientizar sobre os sons que estão ao redor.

Objetivos Musicais (conceituais e procedimentais)
– Introduzir conceitualmente o elemento musical silêncio dentro de uma perspectiva contemporânea;
– Vivenciar auditivamente a sensação de silêncio;
– Oportunizar a regência das improvisações sonoras e instrumentais e a presença do silêncio por crianças pequenas.

Conteúdo Musical
– Silêncio;
– Timbres vocais, corporais e de instrumentos sonoros e musicais.

Descrição dos procedimentos metodológicos
– O professor coloca todas as crianças sentadas para escutá-lo. Ele diz que irá apresentar um amigo que estará sempre ajudando nas aulas e que esse amigo gosta de “comer coisas interessantes”. Em seguida, pergunta para as crianças: “E vocês, o que gostam de comer?”. Após essa pergunta, o professor deixa as crianças livres para falarem o que elas gostam de comer.
– O professor pode aproveitar este momento para enfatizar a importância da alimentação nas escolas.
– O docente, então, revela que o “amigo secreto” dele gosta de comer sons que saem da voz, do corpo e das coisas que estão ao nosso redor. Diz também que, quando o amigo chega, come todos os sons que fazemos. O professor, em seguida, começa a exemplificar, cantarolando melodias de canções conhecidas ou fazendo improvisações vocais. Então, chama o “amigo secreto” revelando seu nome: “Sr. Silêncio”. Imediatamente, o professor para de fazer seus sons vocais.
– O educador diz: “Vamos dar comida para o Sr. Silêncio? Ele deve estar com fome!”, e incentiva experimentações vocais, corporais e com instrumentos sonoros (objetos alternativos que podem produzir sons) e musicais de maneira divertida, sempre chamando pelo Sr. Silêncio como estratégia para as crianças pararem de fazer sons e vivenciarem auditivamente o silêncio, além de terem o entendimento que o silêncio interrompe o som.
– Em seguida, o professor avisa que os instrumentos irão ajudar a chamar o “Sr. Silêncio” e que as crianças pequenas terão de prestar atenção também nos instrumentos. A partir daí, o instrutor faz as mesmas brincadeiras de improvisações com as fontes sonoras (voz, corpo e instrumentos), pedindo que as crianças parem quando o instrumento parar junto com o chamado do Sr. Silêncio.
– No final, apenas os instrumentos chamam o Sr. Silêncio.

Orientações Didáticas
– O professor pode introduzir alguns materiais didáticos para uma linguagem mais lúdica como a “boca maluca do dinossauro” para chamar o Sr. Silêncio.
– O educador pode utilizar um balão dizendo que é a “barriga do sr. Silêncio”, o qual vai se enchendo à medida que as crianças pequenas fazem as improvisações.
– O docente introduz gestos corporais com as mãos para reger o início das improvisações e o término com a chegada do Sr. Silêncio.
– Sugere-se que se faça primeiro com a expressão vocal, depois com a corporal e, enfim, com a instrumental; em seguida, pode-se dividir as crianças em grupos, e cada grupo pode ficar com um tipo de expressão dos timbres. Recomenda-se também que o professor eleja crianças para chamar (reger) o Sr. Silêncio, mas a divisão em grupo é melhor com crianças a partir de 3 anos de idade.
– A aprendizagem sobre o tema silêncio dentro de um referencial curricular tem atividades no curso música para bebês de 6 meses a 1 ano e 11 meses e, no curso para crianças pequenas, de 4 a 5 anos e 11 meses. Neste último, poderão se feitos conjuntos sonoros/instrumentais para brincar com o “Sr. Som” e o “Sr. Silêncio”.

Recursos didáticos (lúdico, sonoro, musical, entre outros)
– Vozes, sons corporais, instrumentos sonoros e musicais;
– A boca maluca do dinossauro (brinquedo);
– Balão – a barriga do Sr. Silêncio.

Avaliação

Para avaliar se os objetivos procedimentais estão sendo cumpridos, a partir da observação processual e dos registros, o professor pode verificar a criança pequena começando a fazer silêncio ao ouvir o professor chamar pelo Sr. Silêncio com a voz. No final dos procedimentos metodológicos, a criança pequena aprende a perceber a presença do Sr. Silêncio apenas ouvindo o silêncio dos instrumentos. 


Aline Carneiro é violonista e educadora musical. Psicóloga, especialista em Educação Musical e Mestre em Música pela UFMG. Professora no Centro Universitário Metodista Izabela Hendrix e na UEMG.


12 | Educador Musical