Sapo Cururu

Sapo Cururu
Na beira do rio
Quando o sapo canta,
Ó maninha,
É que está com frio

A mulher do sapo
Deve estar lá dentro
Fazendo rendinha,
Ó maninha,
Para o casamento